A ALIMENTAÇÃO DO GATO | Advance

A ALIMENTAÇÃO DO GATO

O gato é carnívoro por natureza, portanto se pretende que cresça forte e saudável, deverá fornecer-lhe os nutrientes de que necessita, tais como proteínas e gorduras de origem animal e taurina, um aminoácido essencial.

O gato é bastante exigente em relação ao seu alimento e não terá qualquer pudor em recusá-lo se não estiver limpo, a uma boa temperatura e em bom estado. Se, mudar repentinamente o alimento, é possível que nem sequer o prove. Mas, atenção os gatos não comem o que é melhor para eles, preferem comer aquilo que lhes sabe melhor. Por isso é que precisam que seja o dono a controlar a sua dieta.

Tipos de alimentação Alimentos para gatos Seco, semisseco e húmido Dieta caseira

TIPOS DE AILMENTAÇÃO

Existem vários tipos de alimentos para gatos, apropriados às circunstâncias de cada um: especiais para gatos esterilizados, para gatinhos, para gatos com problemas renais ou outros problemas de saúde… Encontre o mais indicado para o seu companheiro e, em caso de dúvida, informe-se numa loja especializada ou junto do seu veterinário.

ALIMENTOS PARA GATOS

O melhor será escolher um alimento cuidadosamente preparado garantindo, assim, que oferece ao seu gato todos os nutrientes necessários de acordo com a idade e em função da sua condição específica, como por exemplo controlar o peso, controlar a formação de bolas de pelo, evitar problemas renais... Escolha o que melhor se adapta às suas necessidades e siga as recomendações do seu veterinário. As marcas incluem a lista de ingredientes e os respetivos nutrientes na embalagem. Um gato adulto requer uma dieta que contenha entre 30 a 45% de proteína e entre 10 a 30% de gordura, embora esses valores possam variar em função do peso e da idade.

Os gatos não comem o que é melhor para eles, preferem comer aquilo que lhes sabe melhor. Por isso é que precisam que seja o dono a controlar a sua dieta.

SECO, SEMISSECO E HÚMIDO

O ALIMENTO SECO

O alimento seco é o mais comum; geralmente é o mais completo, mas requer que ao seu lado haja sempre uma tigela com água. Além disso, a sua crocante textura ajuda a eliminar o tártaro.

ALIMENTO SEMISSECO

O alimento semisseco contém entre 20% a 40% de água, mas normalmente não é o mais apetecível para o gato e não é muito comum.

ALIMENTO HÚMIDO

O alimento húmido é gelatinoso e saboroso, e ocasionalmente poderá ser um bom prémio para o seu gato, mas não é conveniente que a dieta se baseie neste tipo de alimento, uma vez que o seu gato ficará com muito mau hálito.

DIETA
CASEIRA

Muito cuidado com os restos que dá ao seu gato: provavelmente, para além de não estar a oferecer os nutrientes apropriados também pode estar a contribuir para que aumento de peso ou a fornecer-lhe demasiado sal, o que acabará por pô-lo doente. Além disso, também é muito fácil que este tipo de alimentação lhe provoque algum tipo de défice.

Calcular com rigor a quantidade exata de todos os nutrientes que o seu gato necessita não é tarefa fácil. Por isso, o melhor é evitar o alimento caseiro e limitar-se exclusivamente aos alimentos especificamente formulados para eles.

Artigos que lhe
podem interessar