O GATO E O SEU TERRITÓRIO | Advance

O gato o seu território

Como certamente saberá, caso partilhe a sua vida com um gato, os felinos são animais muito territoriais e de hábitos arraigados: terão bem delimitadas as zonas para comer, dormir, etc., e será muito difícil irá-los daí. Aliás, uma mudança no seu território ou no local de residência pode provocar-lhes um grande stress. Nesse sentido, conhecer bem o modo como funciona a distribuição do território nos gatos, não só irá ajudar a prevenir problemas como também a contribuir para a sua felicidade.

TRÊS TIPOS DE TERRITÓRIO

Com base na mentalidade de um gato, podemos identificar três tipos de território:

ÁREA DE
ISOLAMENTO

É onde o seu gato se sente mais seguro e confortável. Por isso, evade-se para esta zona quando pretende descansar ou estar sossegado. Também é conveniente que tenha um sítio dentro deste espaço para se refugiar, um local ao qual nem as pessoas nem os outros animais tenham acesso.

ÁREA DE
ATIVIDADE

São os lugares da casa onde o seu gato brinca, caça e está com pessoas e outros animais. É neste espaço que deve situar zonas diferenciadas para o asseio, a alimentação e a hidratação.

ÁREA DE
AGRESSÃO

É a extensão do território que o gato defende, embora não passe a maior parte do tempo aí. Por exemplo, pode ser o jardim de sua casa, a varanda ou os arredores.

Se tiver em conta estas necessidades territoriais quando estiver a organizar o espaço destinado ao gato, isso irá ajudá-lo a sentir-se o mais cómodo possível.

Uma mudança no território ou no local de residência do gato pode provocar-lhe um grande stress.

A RELAÇÃO COM O
TERRITÓRIO

Os gatos estabelecem um vínculo afetivo com o espaço em que vivem, de modo que o marcam para organizá-lo, se orientarem e informarem outros animais.

Apesar de serem invisíveis para os seus olhos e impercetíveis para o seu nariz, certamente a sua casa estará repleta de marcas olfativas (que deixam ao roçar com o queixo, cabeça, costados…) e visuais (como arranhões) que o seu gato utiliza para marcar as suas áreas. Outras marcas, porém, podem ser bastante evidentes, como por exemplo a marcação com urina: para evitar, esterilize o seu gato ou gata.

É normal que, perante uma mudança, como a chegada de um novo membro à família, o gato reaja efetuando mais marcas. Habitualmente, este comportamento mantém-se durante algum tempo e, se os espaços forem respeitados, passados alguns dias voltará tudo ao normal.

Descubra o melhor alimento para o seu gato

Começar teste

Artigos que lhe
podem interessar