ORIGENS E HISTÓRIA DO GATO | Advance

ORIGENS
E HISTÓRIA DO GATO

Para compreender o instinto e a relação do gato doméstico com os seres humanos, é fundamental saber de onde vêm, conhecer os seus antepassados, as suas origens, bem como a sua história. Nesse sentido, apresentamos-lhe de seguida uma breve resenha histórica da vida do gato.

ANTEPASSADOS

Dos antigos mamíferos predadores aos felinos atuais, o principal propulsor da evolução foi a necessidade de se alimentar de outros animais e de superar a exigente seleção natural. Os antepassados do gato não são muito diferentes dos que existiram há 10.000 anos, momento da história no qual aparece o Felis silvestris ou o gato-selvagem.

FAMILIARES

Se percorrermos a espécie felina, os seus géneros e variedades, iremos encontrar as relações genéticas ou de parentesco do atual gato doméstico:

  • Grandes felinos: jaguares, leopardos, tigres, leões e panteras; têm em comum com o gato muitos aspetos da sua conduta, embora a principal diferença resida no habitat onde vivem.

  • Pequenos felinos: lince, puma, ocelote, gato, ou margay pertencem ao género Felis. Na realidade, muitos são bastante parecidos em matéria de aspeto e são geneticamente muito similares, apesar de terem caracteres muito distintos.
    As semelhanças entre o gato-selvagem e o gato doméstico são tantas que os especialistas debatem se são espécies distintas ou variantes do Felis silvestris. É certo que se podem cruzar entre si, mas essa cria dificilmente será domesticável.

Dos antigos mamíferos predadores aos felinos atuais, o principal propulsor da evolução foi a necessidade de se alimentar e superar a exigente seleção natural.

HISTÓRIA

O gato é o único animal que escolheu ser domesticado. Interessou-se pela comodidade de ter um teto para viver e alimento garantido, o que explica o seu carácter naturalmente independente. Por isso nunca se sentem subservientes.

DO GATO-SELVAGEM AO DOMÉSTICO NO ANTIGO EGITO

As primeiras fontes que relatam a existência do gato doméstico remontam ao antigo Egito, embora se saiba que o gato já vivia junto dos humanos anos antes, por volta de 5.000 a.C. É durante a civilização egípcia que se aproxima e habitua ao ser humano. Os celeiros repletos de cereais ofereciam roedores... e, claro, comida! Foram adaptando o seu carácter porque apenas os exemplares mais mansos podiam sobreviver nesse meio.

ORIGEM DO NOME

Em egípcio o gato curiosamente tinha o nome de Mau que significa “ver”. Os egípcios acreditavam que o seu olhar procurava a verdade e que via muito para além da morte.

A DIÁSPORA DO GATO

Num curto período de tempo o gato domesticado dispersou-se do Egipto para todo o mundo. O gato chegou à Índia e à China pela mão dos comerciantes fenícios por volta de 500 a.C. e só por volta de 100 d.C. é que se dispersou por toda a Europa, chegando aos países mais a norte e à Rússia. A sua expansão para a América do Norte ocorreu no século XVIII.

Artigos que lhe
podem interessar