SINAIS E SINTOMAS DE DOENÇA | Advance

SINAIS E SINTOMAS DE DOENÇA

Quando o seu gato estiver doente, deverá prestar-lhe cuidados especiais. Um gato caseiro, tem uma menor probabilidade de ficar doente comparativamente a um que passa muito tempo fora de casa ou que se relaciona com outros gatos.

Por outro lado, o seu instinto selvagem de sobrevivência pode ser-lhe bastante útil na rua, mas em casa isso poderá virar-se contra si, uma vez que irá tentar ocultar a sua fraqueza (e doença), o que não ajudará a detetar na eventualidade se haver algo fora do normal que possa estar a afetá-lo. Por isso, é importante que conheça quais são as doenças mais habituais e os respetivos sintomas.

Vírus e doenças mais comuns PARASITAS OBESIDADE OS SINAIS

Vírus e doenças mais comuns

Os vírus mais habituais e perigosos nos gatos, que se propagam por contágio com outros são: peritonite infeciosa, leucemia e imunodeficiência adquirida felina. Também são frequentes as constipações e a gripe felina, assim como outras doenças não víricas como a broncopneumonia, otite, estomatite, faringite, cataratas, diabetes, doenças renais e cardíacas.

As doenças que o gato pode transmitir ao ser humano são a toxoplasmose e a raiva: a primeira transmite-se através do contacto com as fezes do mesmo; a segunda é severa para ambos e transmite-se através da mordidela, contacto da saliva do animal doente com o sangue da pessoa mordida. Ambas as doenças raramente afetam os gatos caseiros.

PARASITAS

Outro problema habitual são os parasitas, pequenos organismos que se instalam no interior ou exterior do gato e que se aproveitam dele. Os internos (lombrigas planas ou redondas) normalmente alojam-se no intestino e alimentam-se dos resíduos de alimento e da mucosa do aparelho digestivo. Os parasitas externos mais frequentes são os carrapatos, as pulgas, os ácaros da sarna e os mosquitos.

OBESIDADE

Geralmente, a obesidade deve-se a uma ingestão calórica desproporcional ao gasto energético do seu gato, mas também pode dever-se a problemas relacionados com a glândula da tiroide, com o hipotálamo ou stress.

OS SINAIS QUE NOS DÁ

Deve estar atento a qualquer alteração de comportamento no seu gato, pois uma intervenção precoce é crucial para a resolução do problema de saúde. Estes são os sintomas mais comuns que indicam que o seu gato não está bem:

  • Alterações de comportamento

  • Deixar de assear-se

  • Perda de apetite

  • Perda de peso

  • Problemas urinários

  • Diarreia ou obstipação

  • Vómitos contínuos

  • Tosse

  • Espirros/secreções nasais

  • Mau hálito

  • Babando

  • SCRATCH OU LICK EXCESS

  • Problemas no parto

  • Problemas oculares

  • Perda de equilíbrio

  • Rigidez/parálise

Um gato caseiro, tem uma menor probabilidade de ficar doente comparativamente a um que passa muito tempo fora de casa ou que se relaciona com outros gatos.

Artigos que lhe
podem interessar