SÍNDROME DO GATO PARAQUEDISTA | Advance

SÍNDROME DO GATO PARAQUEDISTA

Têm 7 vidas, são equilibristas, caem sempre de pé... São muitos os mitos que caem por terra em apenas alguns segundos, no preciso momento em que o seu gato perde o equilíbrio, cai de uma altura considerável e, como se de um paraquedista se tratasse, voa vários metros, até atingir o chão.

As quedas em alturas são um motivo frequente das consultas veterinárias: traumatismos em gatos devido ao designado síndrome do gato paraquedista.

É verdade que os gatos têm uma capacidade instintiva para cair sobre as suas quatro patas, independentemente da posição em que se encontram antes de cair; isso acontece porque o peso do seu corpo está simétrica e harmoniosamente distribuído, de tal modo que o centro de gravidade coincide com o centro geométrico do seu corpo. Isso permite-lhes recuperar a sua posição fisiológica durante a queda… mas, também é verdade que nem sempre conseguem fazê-lo. Podem falhar.

A “síndrome do gato paraquedista” é a designação que se dá quando um gato sofre uma ou múltiplas lesões na sequência de uma queda de uma varanda ou janela. Isso não acontece porque se atiram, mas sim porque escorregam ou então perdem o equilíbrio (uma rajada de vento, alguma coisa os assusta, uma distração…). Durante a queda se o gato não conseguir corrigir a sua postura, quer seja porque a altura é demasiada ou porque choca contra obstáculos, por exemplo toldos, pode sofrer lesões com uma gravidade diversa.

O simples facto de cair de uma janela, mesmo que saia ileso, será uma experiência bastante assustadora. Não se admire se após uma “aventura” destas, o seu gato passar 2 ou 3 dias escondido.

LESÕES NO GATO PARAQUEDISTA

Os traumatismos ou lesões causados por este tipo de quedas afetam, principalmente, a cabeça, a coluna vertebral, o tórax e o abdómen.
Embora possa parecer surpreendente, as quedas de uma altura inferior a dois andares normalmente são mais graves porque os gatos têm menos tempo para colocar o seu corpo na posição correta e para se esticarem, o que ajuda a reduzir a velocidade da queda e, consequentemente o impacto da colisão com o chão. Mas, a sua capacidade de sobrevivência a uma queda em altura não é ilimitada: cair de uma altura equivalente a um 5.º ou 6.º andar acaba por ser mortal.

PREFIL DO GATO PARAQUEDISTA

O gato mais suscetível a sofrer da síndrome do gato paraquedista apresenta duas características:

  • Tem menos de 2 anos: as quedas são menos frequentes quando os gatos são mais velhos.

  • Não está esterilizado: os comportamentos próprios da época de cio podem eventualmente favorecer uma queda de uma janela ou varanda.

No entanto, nenhum gato está totalmente a salvo de cair das alturas: a prevenção será sempre a melhor solução!

O QUE FAZER O SEU GATO CAIR DEUMA VARANDA OU JANELA

Se a altura da queda for considerável, recolha-o com cuidado, envolvendo-o numa manta ou toalha e dirija-se imediatamente a uma clínica veterinária com serviço de trauma.
O simples facto de ter caído de uma janela, mesmo que saia ileso, será uma experiência bastante assustadora. Não se admire se após uma “aventura” destas, o seu gato passar 2 ou 3 dias escondido. Dê-lhe tempo para recuperar, não o force, e verá que pouco a pouco retomará, por si mesmo, a sua conduta habitual.

Descubra o melhor alimento para o seu gato

Começar teste

Artigos que lhe
podem interessar