Cães “toupeiras” e os buracos do jardim


Cães toupeiras e os buracos do jardim

Proezas

Muitos proprietários já olharam desolados para o resultado das proezas dos seus cachorros no jardim. É que muitos cachorros passam o tempo cavando e fazendo buracos na terra…, ainda mais se o proprietário acabou de plantar flores e a terra está repleta de cheiros interessantes. Para o proprietário, esse comportamento é um problema, mas será que o cachorro vê isso da mesma forma?
Cavar a terra faz parte dos comportamentos normais da espécie canina, mas, frequentemente, os proprietários tentam corrigir isso. Tem gente que volta a tapar o buraco, tem gente que cobre os buracos com água ou coloca dentro deles alguma substância desagradável para o animal…, mas geralmente o resultado não é satisfatório e o cachorro continua cavando. A tendência de cavar é tão inerente à natureza do cachorro que eles podem cavar superfícies totalmente lisas e, em alguns casos, macias como um sofá, uma cama, o batente de uma porta ou um móvel. Por isso, é necessário chegar ao fundo da questão e se perguntar: por que os cachorros cavam?

 

Motivos

Os motivos podem ser diferentes. Alguns cachorros cavam para enterrar um brinquedo, um osso ou a comida que sobrou. Outros, depois de sentirem um cheiro que saiu debaixo da terra, começam a cavar até desenterrar o que chamou a atenção. De fato, entre os cachorros com maior tendência para escavar encontram-se os terriers de porte pequeno e os dachshund, que foram criados e selecionados para caçar pequenas presas que vivem em túneis subterrâneos. Cavar buracos na terra também pode servir para ajustar a temperatura corporal: se faz frio, o cachorro cava um buraco e entra dentro dele; se faz calor, o animal prepara um lugar fresco para descansar. Não é de se estranhar que os cachorros nórdicos e os que possuem uma pelagem grossa geralmente apresentem uma forte tendência de cavar nas épocas mais quentes do ano. Cavar também pode ser uma maneira para escapar de um lugar fechado: alguns animais cavam perto dos limites do seu jardim quando detectam, fora do alcance deles, alguma coisa interessante como uma fêmea no cio, o rastro de uma presa, um gato correndo ou as crianças da vizinhança brincando. Entretanto, podem existir mais explicações por trás do comportamento dos cachorros “toupeiras” que cavam no jardim. Em alguns casos, são animais que moram em lugares pouco estimulantes: para eles, cavar acaba virando uma saída para a necessidade de realizar uma atividade física. Os cachorros que vivem essencialmente no jardim e têm poucas interações sociais podem cavar perto das portas e janelas da casa. Em outros casos, cavar poderia representar um problema de ansiedade do cachorro ou chegar a ser um comportamento compulsivo.

 

Tratamento

Para controlar o comportamento de cavar, a primeira coisa é identificar a origem. Dependendo da causa do comportamento, o tratamento é baseado em eliminar a motivação do cachorro de cavar ou redirecionar esse comportamento para um local adequado. Por exemplo, no caso de um animal que cava para se proteger de temperaturas extremas, as medidas de intervenção baseiam-se em oferecer proteção, principalmente nos dias mais quentes e mais frios. Para os cachorros que vivem em ambientes com pouco estímulo ambiental e social, o tratamento consiste, principalmente, em enriquecer a vida do animal. É possível organizar uma rotina de interação social durante o dia, na que haja passeios, brincadeiras, carinho e sessões de treinamento. Também é possível organizar outras atividades para quando o cachorro estiver sozinho. Por exemplo, esconder pedaços de comida no jardim ou deixar brinquedos interativos. Um cachorro estimulado mentalmente e com as necessidades sociais satisfeitas é menos propenso a cavar. Se a conduta é provocada pelos estímulos que aparecem na vizinhança, é possível controlar o acesso do cachorro ao jardim quando “coisas interessantes” estiverem acontecendo fora do território dele ou reduzir a zona disponível para o animal, evitando que ele chegue ao perímetro do território.

 

Controle

Para os cachorros com uma forte necessidade de cavar, como os terriers, é mais fácil preparar uma zona na qual seja permitido que eles cavem. É possível agitar a terra em uma zona do jardim bem delimitada e esconder brinquedos ou pedacinhos de comida embaixo da terra. Ao mesmo tempo, o acesso do cachorro aos locais em que não é permitido cavar deve ser controlado e eles precisam ser distraídos caso estejam a ponto de “cometer um erro”. Parabenizar o animal quando ele escava em um local adequado e voltar a esconder as “surpresas” embaixo da terra ajuda a estimular o comportamento correto.

 

Profissional

Nos casos em que a ação de cavar é gerada por um estado de ansiedade do cachorro ou é um comportamento compulsivo, o tratamento é mais complexo e é preciso receber ajuda direta de um profissional. Portanto, se o seu pet demonstrar esse hábito, e você tiver dúvidas sobre a causa, é recomendável consultar um especialista em comportamento animal. Com o tratamento adequado o cachorro vai reduzir esse comportamento e as suas chances de ter um jardim em bom estado vão aumentar.