A esterilização de cachorros e gatos: mais prós do que contras


A esterilização de cachorros e gatos: mais prós do que contras

Muitos donos têm receio de esterilizar os cachorros ou gatos por vários motivos. Algumas pessoas têm medo que eles sofram com a operação, outras acreditam que a esterilização muda a personalidade do animal. Inclusive existe a ideia de que isso faz com que os cachorros engordem.

Isso não tem nada a ver com a realidade. Todos esses medos vão desaparecer quando você descobrir os benefícios que a esterilização pode trazer. Se o seu cachorro for macho, você deve saber que a operação previne comportamentos perigosos e inadequados como marcar o território com urina, a tendência dos cachorros de copular e as demonstrações de agressividade contra outros cachorros. Além disso, previne possíveis tumores prostáticos, tumores testiculares ou prostatites. Se estivermos falando de um gato, a esterilização evita as “escapadas” fora do território, assim como a marcação de território.

No caso das fêmeas, tanto gatas como cadelas, é importante saber que a esterilização elimina o cio e a possibilidade de pseudogestação, além de prevenir o desenvolvimento de tumores de mama, tumores de ovário e infecções do útero (piometra). Aliás, os miados relacionados ao cio desaparecem nas gatas.

No que diz respeito à idade adequada para esterilizar o seu pet, os machos dever ser submetidos à operação antes dos 12 meses de idade e as fêmeas antes do primeiro cio que costuma acontecer aos 6/7 meses de idade.

Concluindo, a esterilização é uma intervenção altamente recomendada e cada vez mais ponderada pelos profissionais veterinários.