Gatos gourmet


Gatos gourmet

Da mesma forma que age com sua higiene, o gato é muito exigente em relação a sua comida e irá rejeitá-la se ela não estiver limpa, na temperatura ideal e, claro, em boas condições. Por exemplo, se mudarmos de marca da ração de repente, é possível que o animal sequer prove o novo alimento. Ele também pode rejeitar a ração habitual caso enjoe dela. Além disso, o gato não come o que é melhor para ele, ele come o que gosta. Por isso, ele precisa que seu dono controle sua dieta.

Há várias opções para alimentar um felino e, dependendo das circunstâncias, elas podem se complementar. Um gato que sai para caçar não é alimentado da mesma forma que um gato mais sedentário ou outro que tem a dieta complementada com alguns alimentos preparados pelo dono. Nosso gato apreciará uma dieta variada e completa.

É bastante complicado tentar oferecer ao gato uma dieta caseira equilibrada. O ideal é oferecer esses alimentos como um complemento da comida para gatos. Você pode oferecer salsicha, carne ou peixe, cozido ou grelhado, acompanhado de um vegetal, de arroz ou macarrão. Tenha cuidado ao dar restos de comida ao animal. Você pode não estar oferecendo os nutrientes adequados, mas também fazendo com que o gato engorde, acarretando outros problemas.

O melhor é escolher alimentos cuidadosamente preparados para proporcionar ao gato todos os nutrientes certos. Estes produtos são resultado de pesquisa e desenvolvimento para criar alimentos específicos para cada tipo de gato e, em lojas especializadas, você tem à disposição uma grande variedade de produtos. Há três tipos de comida para gatos e as três oferecem o mesmo valor nutritivo.

A comida seca é a mais comum e geralmente é a mais completa, mas requer que haja sempre um prato com água próximo ao prato do alimento. Há também uma característica do alimento seco que normalmente passa despercebida: a textura crocante ajuda a remover a placa dentária.

A variedade semisseca contém entre 20% e 40% de água e oferece, assim como as outras duas opções, uma vasta gama de possibilidades, embora não seja a mais saborosa para o gato.

A comida úmida é a enlatada. Por ser gelatinosa e saborosa, essa comida pode ser um belo prêmio para o gatinho, mas sua dieta não deve basear-se nesse tipo de apresentação, pois ela conferirá mais odor às fezes e ao hálito do gato. Em forma de patê ou ao natural, a variedade é extensa e, evidentemente, só encontraremos alimentos úmidos a base de carne ou peixe.

Se seu gato não for sedentário e tiver acesso ao exterior, ele mesmo poderá complementar sua dieta caçando ratos e outros pequenos animais que fornecerão proteínas, minerais e vitaminas básicas para sua dieta. No entanto, é importante que você ofereça aquilo que o veterinário acredita que possa estar em falta no organismo do gato. Além disso, as plantas fazem parte da dieta felina, pois servem para o que geralmente chamamos de 'purgar', ou seja, que induzem o vômito, o que é benéfico nesse caso.

Para concluir, é muito importante saber quais alimentos devemos oferecer ao gato para que ele possa desenvolver sua atividade física sem problemas e desfrutar da vida comendo como um bom gourmet.