Por que há associações dedicadas à proteção dos galgos?


Por que há associações dedicadas à proteção dos galgos?

História

Os galgos não são como os outros cachorros. Tudo na estrutura física deste animal nos faz pensar em rapidez e agilidade: corpo esbelto e elegante, pescoço longo e forte, peito largo, musculatura poderosa e cabeça alongada e estreita. Sua visão é mais aguçada do que a de outras raças. E, quando se move, a diferença com os outros cachorros fica ainda mais evidente: seus passos são leves e, ao correr alcança 65 quilômetros por hora em poucos segundos. Nenhum cachorro consegue superá-lo. Um corpo adaptado para alcançar tanta velocidade justifica a função para a qual os galgos foram escolhidos: caçar presas rapidamente usando a visão para se guiar durante a perseguição. Em épocas mais recentes, além da função inicial da raça, os galgos começaram a ser usados para corridas: as primeiras corridas de galgos viraram moda durante os anos ’20. E, hoje em dia, essa atividade continua despertando curiosidade e paixões, além de movimentar as apostas em muitos países como Estados Unidos, Inglaterra, Irlanda, Austrália e Nova Zelândia. Para este esporte, costuma-se usar os galgos ingleses ou os Greyhounds, que são os galgos mais rápidos.
 

Corrida

Em uma corrida, até oito galgos enfrentam-se perseguindo uma lebre mecânica em um círculo: quem chegar primeiro ganha. Os cachorros treinam durante quase 2 anos antes de começarem a competir e, normalmente, a carreira esportiva deles acaba aos 3,5 anos. Em casos excepcionais, um galgo pode competir até os 5 ou 6 anos. Há alguns anos, quando a carreira chegava ao fim, por causa da idade, de uma lesão física ou por falta de vitórias…, a vida deles acabava! A prática da eutanásia em cachorros saudáveis que simplesmente pararam de “dar dinheiro” gerou polêmicas no mundo todo e foram criadas associações de proteção aos galgos em muitos países. Essas associações possuem a finalidade de evitar o maltrato animal, conscientizar o público e promover a adoção dos galgos que não conseguem mais correr. Apesar disso, a eutanásia de milhares de galgos continua sendo realizada todos os anos. Além do que acontece no final da carreira, os galgos são motivo de preocupação devido a condições de vida e bem-estar enquanto fazem parte do mundo das corridas. Vários casos de negligência e abuso, inclusive o uso de remédios para melhorar o desempenho esportivo dos galgos, foram denunciados.

Os galgos usados para a caça, com frequência, têm um destino parecido ao dos galgos de corrida. Na Espanha, calcula-se que milhares de animais são abandonados ou sacrificados quando a temporada de caça termina ou quando alguma lesão impede o cachorro de correr atrás da presa. As comunidades autônomas Estremadura e Castela-Mancha são os locais em que o final da temporada de caça tem mais peso sobre o abandono dos cachorros, além de serem as comunidades em que o galgo, principalmente o galgo espanhol, é muito usado para a caça.

 

Animal de estimação

Os galgos têm as características do pet ideal para muitos proprietários. Eles são cachorros com um temperamento calmo, sem tendência de serem agressivos com outras pessoas e outros cães. Entretanto, eles empolgam-se muito durante as corridas e podem ter uma forte tendência a perseguir gatos e outros bichos de estimação de pequeno porte. Além disso, em alguns casos, eles podem apresentar problemas com medo, o que pode ser o resultado de uma socialização inadequada ou de experiências traumáticas. Geralmente, são animais saudáveis. A raça apresenta poucas doenças hereditárias. Apesar de alguns galgos apresentarem lesões crônicas derivadas do estilo de vida anterior, muito frequentemente, essas lesões não são um problema para viver como um cachorro de companhia.

 

Adoção

Nos últimos anos, as corridas de galgos estão perdendo popularidade e este “negócio” está sendo substituído por sistemas de apostas mais lucrativas. Mas, na Espanha, o galgo ainda é muito usado para a caça e, em alguns casos, acontecem muitos abusos nesse ambiente. Portanto, todos os anos, muitos galgos estão prontos para serem encaminhados a famílias dispostas a amá-los e tomar conta deles.
Se você está interessado na adoção de um galgo aposentado ou abandonado, entre em contato com uma das associações encarregadas de encontrar um novo lar e uma nova vida para esses cachorros.