A Síndrome Garfield e a obesidade dos gatos


A Síndrome Garfield e a obesidade dos gatos

O número de cachorros e gatos que podem ser considerados obesos aumentou nos últimos anos, paralelamente ao aumento dos níveis de obesidade observados em humanos e tudo o que isso implica. O mais preocupante no aumento do número de pets obesos é que o excesso de peso resulta em maiores índices de doenças em cachorros e gatos e menor expectativa de vida. Por exemplo, a artrite em cachorros e as doenças do trato urinário em gatos estão particularmente relacionadas à obesidade. Outras doenças, como a diabetes, os males cardiovasculares e hepáticos também são bastante frequentes em pets obesos.

A principal diferença entre a obesidade dos humanos e a dos animais é que a última pode ser evitada, já que o dono é capaz de controlar as calorias e os alimentos que eles ingerem. O instinto natural de cachorros e gatos é o de comer quando e onde puderem. Isso pode levá-los a tentar persuadir seus donos a alimentá-los após já terem comido o suficiente.

O sobrepeso também pode ser evitado controlando regularmente o tamanho e o peso do pet. Consulte seu veterinário sobre os métodos para medir o tamanho conforme as diferentes raças. Também é importante levar sempre em consideração que as principais refeições devem ser preparadas seguindo as recomendações descritas nos pacotes de ração. É recomendável evitar dar restos de comida humana aos animais, já que essa prática dificulta o controle calórico e a nutrição.

Se já for tarde demais e seu cachorro, ou gato, já estiver obeso, um programa de redução de peso deverá ser seguido. Uma opção é oferecer comida específica de dieta. Outra é reduzir progressivamente as porções de comida à medida que o peso for baixando. Quando o animal de estimação atingir seu peso ideal, recomenda-se voltar às porções habituais. Além de reduzir a comida, o exercício também deverá ser aumentado. No caso dos cachorros, geralmente basta fazer passeios mais longos e mais frequentes, enquanto que, para os gatos, é preciso aumentar a atividade organizando sessões de jogos.

Em ambos os casos, a primeira parada recomendada é a visita ao veterinário – porque, como acontece com as pessoas, os programas de redução de peso funcionam melhor quando o paciente conta com algum apoio e segue um programa adequado.