Tudo o que você precisa saber sobre a acupuntura em animais


Tudo o que você precisa saber sobre a acupuntura em animais

A acupuntura é uma técnica terapêutica utilizada na China há mais de 4 mil anos, muito antes do surgimento da medicina ocidental. É geralmente considerada uma forma de medicina complementar. O interesse pela acupuntura em seres humanos cresceu com a publicação de vários estudos que mostram melhorias visíveis para alguns transtornos. A técnica também é aplicada em cachorros e, em menor extensão, em gatos. Já existem veterinários com o treinamento específico e a documentação necessária para praticar a acupuntura.

A acupuntura envolve a inserção de agulhas extremamente finas em pontos específicos do corpo. Trata-se de uma técnica totalmente indolor. As agulhas de acupuntura são muito mais finas que as hipodérmicas, geralmente apresentando apenas 0,02 mm de diâmetro. As pessoas que experimentam a terapia dizem sentir uma ligeira sensação de calor, formigamento ou dormência quando a agulha é inserida, mas não sentem dor. Às vezes é possível sentir uma ligeira picada que desaparece quando a agulha fica presa na pele. Apesar de alguns pontos serem mais sensíveis do que outros, os acupunturistas veterinários experientes sabem quais evitar. Mais de 95% dos animais tolera bem a acupuntura. As agulhas são inseridas em mais de cem pontos específicos que parecem ligar-se aos conjuntos de nervos ou de fibras nervosas. É possível que as agulhas provoquem uma liberação de endorfinas, os opiáceos naturais do cérebro, que aliviam a dor e proporcionam uma sensação de bem-estar. Elas também estimulam os pontos de acupuntura, que agem nos sistemas nervoso, imunológico e endócrino.

A Academia Americana de Acupuntura Veterinária (American Academy of Veterinary Acupuncture) acredita que a acupuntura possa ser particularmente eficaz contra a displasia de anca, doenças degenerativas das articulações, mielopatia degenerativa, epilepsia, asma e infecções do trato urinário, além de inflamações.

Assim como outros tratamentos, a acupuntura não garante resultados, mas é uma alternativa que, de acordo com testes, pode ser eficaz em um quarto dos casos. Também existe a possibilidade de combiná-la com a medicina convencional. Finalmente, em algumas pessoas e pets, a acupuntura é combinada com outros tratamentos alternativos, como a fitoterapia ou a homeopatia.

Os veterinários com treinamento adequado para praticar a acupuntura conseguem tratar a maioria dos cachorros e gatos sem que sejam registrados sinais de estresse. Esse tratamento, como muitos outros, não termina com uma consulta, são necessárias várias sessões. Na Espanha, há veterinários treinados para aplicar a acupuntura. Seus dados de contato podem ser encontrados no site Acupuntura Veterinária (www.acupunturaveterinaria.com).