Após o desmame do cachorro, é a sua responsabilidade


Após o desmame do cachorro, é a sua responsabilidade

Chegou o momento do desmame, um processo muito delicado que provoca uma certa tensão nos cachorros por se terem de separar da mãe. Para que este processo seja o menos traumatizante possível para os cachorros, é importante manter o resto dos hábitos não alimentares. Para além do fator psicológico, também deve ter em mente que a mudança de alimentação pode provocar-lhe diarreias ocasionais. Por isso, é aconselhável que mantenha também os hábitos alimentares do seu cachorro e que vá introduzindo, pouco a pouco, novos alimentos (sempre acompanhados de água) para que se vá habituando. É muito importante que o cachorro esteja bem hidratado durante este processo de mudança, principalmente se estiver com diarreia.

Deve dar-lhe a dose adequada para que não fique com fome e nem coma de mais. A frequência da alimentação vai diminuindo com a idade do cachorro. Por exemplo, com quatro meses, o cachorro precisa de quatro refeições diárias e com oito meses, diminui para três refeições. Com um ano e meio, precisa de apenas duas refeições e a partir dessa idade, uma refeição diária é suficiente. Contudo, tem de ter sempre em conta o tamanho do seu animal, pois o número de refeições pode variar consoante o tamanho. Consulte as recomendações presentes na embalagem da ração.

Independentemente da dose, deve ter em mente que neste momento o seu cachorro precisa de todos os nutrientes, pois estes permitem-lhe um correto crescimento e uma maior proteção para evitar que corra algum risco na idade adulta e para que seja mais resistente a possíveis doenças.

A alimentação é essencial para o seu crescimento. Por isso, agora que o seu cachorro tem de se separar da mãe, é importante que tome conta dele com o mesmo cuidado que ela teria.