Brincadeiras: muito mais que diversão


Brincadeiras: muito mais que diversão

Os gatos, especialmente enquanto jovens, precisam de brincar para aprender e praticar as técnicas de caça que estão na sua natureza. É por isso que a maioria das suas brincadeiras é do tipo persecutório. Ou seja, consistem em observar, perseguir e apanhar qualquer objeto, brinquedo ou ser vivo, de preferência com movimento, que estiver disponível.

Por isso, os gatos que não têm brinquedos para praticar os seus talentos de caça brincam ao 'caçar' os donos, arranhando-lhes as pernas, o que pode ser muito desagradável. Os gatos domésticos adultos, que não têm de caçar para comer, também sentem o instinto caçador, pelo que precisam de realizar esta atividade para serem saudáveis e sentirem-se bem.

Através das brincadeiras, tanto os mais jovens como os adultos aprendem a calcular bem as distâncias e a melhorar a pontaria. Também aprendem a controlar a força da mandíbula ao morder e das unhas ao arranhar. Desta forma, os gatos exercitam os seus sentidos ao atacar, o que também serve como exercício físico que os mantém em forma.

Por outro lado, as brincadeiras estão profundamente relacionadas com o bem-estar do animal, uma vez que esta atividade só surge quando o gato está tranquilo, relaxado e sem algo que o preocupe e exija a sua atenção. Por conseguinte, brincar é um excelente indicador do estado anímico e físico do gato.

Além disso, brincar é uma boa ferramenta para fortalecer os laços entre o gato e o dono. Neste sentido, há à nossa disposição inúmeros brinquedos interativos, como varas com penas ou sinos, que podemos utilizar nas nossas sessões de brincadeira. Enquanto for bebé, as mãos nunca devem entrar em contacto direto com o gato durante as brincadeiras. Caso contrário, ele vai achar que estas são mais um brinquedo e as mordidelas e arranhões, suportáveis enquanto é pequeno, tornar-se-ão num problema quando for adulto.

Os gatos que têm acesso ao exterior, seja um terraço, jardim ou campo, têm muito mais hipóteses de brincar e de caçar insetos, aves e outros animais, pelo que não deverão precisar de tantos brinquedos, em comparação a um gato que esteja sempre em casa. Naturalmente, convém ter cuidado com todos os perigos a que estão expostos no mundo exterior.

Brincar é para todas as idades. É uma atividade que todos nós fazemos de vez em quando e a melhor companhia possível será a dos nossos amigos felinos.