A esterilização de cães e gatos: mais prós do que contras


A esterilização de cães e gatos: mais prós do que contras

Muitos donos têm receio de esterilizar os seus cães ou gatos por vários motivos. Enquanto alguns têm medo de que os animais sofram com a operação, outros acreditam que a esterilização muda a personalidade dos animais. Até existe a ideia de que a esterilização faz com que os cães engordem.

Isto está muito longe da realidade. Todos estes inconvenientes desaparecerão quando descobrir as vantagens da esterilização. Se o seu cão é macho, a esterilização é uma operação que previne comportamentos perigosos e inadequados, como a marcação com urina, a tendência dos cães para cobrir e as demonstrações de agressividade face a outros cães. Além disso, previne possíveis tumores na próstata, nos testículos e a prostatite. Se for um gato, a esterilização evita as “escapadas” fora do território, bem como a marcação territorial.

No caso das fêmeas, é importante que saiba que a esterilização, tanto nas gatas como nas cadelas, elimina o cio e a possibilidade de ter uma pseudogestação. Para além disto, previne o desenvolvimento de tumores na mama, nos ovários e infeções no útero (piómetra). Nas gatas também desaparece o miar relacionado com o cio.

Por fim, relativamente à melhor idade para esterilizar o seu animal de estimação, os machos devem ser submetidos à operação antes dos 12 meses de idade e as fêmeas antes do primeiro cio, que costuma ocorrer entre os 6 a 7 meses de idade.

Concluindo, a esterilização é uma intervenção altamente recomendada e cada vez mais ponderada pelos profissionais veterinários.