O seu animal de estimação faz bem ao coração


O seu animal de estimação faz bem ao coração

Não há dúvidas. Estar ao lado do seu animal de estimação e partilhar momentos com ele alegram-lhe o coração. E parece que não o alegra apenas animicamente. Porque ter um animal de estimação pode ser benéfico para a saúde e as cardiopatias encontram-se entre as causas de morte mais comuns nos seres humanos. Vários estudos indicam que ter cães e gatos contribui para um aumento da saúde cardiovascular. O primeiro estudo sobre este tema foi realizado há 30 anos pela investigadora americana Erika Friedman e os seus colegas. Os investigadores concluíram que um ano após a recuperação de um enfarte, a taxa de sobrevivência era maior nos pacientes que tinham animais de estimação.

Após os estudos, é possível concluir que existem muitas razões pelas quais a convivência com animais pode ser benéfica para a saúde cardiovascular. Primeiro, as pessoas que têm cães fazem mais exercício por se verem obrigadas a passeá-los. Esta facto também pode explicar por que razão os donos de cães têm o colesterol mais baixo. Além disso, a presença de cães ou gatos pode reduzir o nível de stress. Acredita-se que tal acontece porque os animais de estimação, ao contrário dos humanos, nunca nos julgam, pelo que a sua presença traz benefícios psicológicos aos donos. Aliás, acredita-se também que um cão ou gato dão uma maior estrutura e complexidade ao nosso dia-a-dia, o que nos ajuda a estar de melhor humor e a envolvermo-nos na comunidade. Também se observaram efeitos físicos causados pela presença de animais de estimação. Por exemplo, provou-se que dar carinhos a um animal de estimação reduz a tensão arterial.

A Associação Americana do Coração publicou recentemente as conclusões de um estudo no qual participaram mais de 5200 pessoas adultas, residentes nos Estados Unidos. A Associação afirma que ter um animal de estimação “pode ser associado a uma menor tensão arterial e a níveis menores de colesterol e obesidade”. Glenn N. Levine, professor da Faculdade de Medicina de Baylor, em Houston, defende que “é possível que ter um animal de estimação, principalmente um cão, possa reduzir o risco de sofrer cardiopatias”. Além disso, explica que “temos dados irrefutáveis que demonstram que os cães aumentam a capacidade dos seus donos para fazer exercício físico”.

Até agora, já sabia o quão bem o seu animal de estimação lhe fazia ao seu estado de espírito. Agora, sabe o quão bem lhe faz à saúde. Existem motivos de sobra para passar o máximo de tempo possível ao lado do seu animal de estimação.