Por que devo esterilizar o meu gato


Por que devo esterilizar o meu gato

A esterilização é uma das decisões mais difíceis de tomar para os amantes de gatos. Neste artigo, iremos rever as principais vantagens e desvantagens desta prática. Podemos dizer-lhe desde já que existem mais vantagens do que desvantagens.

Pode esterilizar um gato de várias formas. As mais comuns são a remoção dos ovários e do útero, no caso das fêmeas, e a castração do macho através da remoção dos testículos. As consequências positivas e negativas da esterilização diferem ligeiramente entre machos e fêmeas. A vantagem mais considerável é a redução no número de gatos indesejados, evitando assim a eutanásia, que é, provavelmente, a causa de morte mais comum entre os gatos. A esterilização é uma operação muito simples no caso das fêmeas e mais simples ainda nos machos. Esta intervenção pode ser feita em qualquer idade. No entanto, nas fêmeas, o ideal é fazê-lo antes que possam ter a primeira ninhada, ou seja, antes do primeiro ciclo sexual do animal, que acontece aproximadamente aos 6 meses. Quanto aos machos, é recomendável castrá-los antes dos 9 meses para evitar comportamentos indesejados como a marcação do território.

Iremos rever as vantagens e desvantagens da esterilização em cada caso.

No caso das fêmeas, a esterilização consiste na remoção dos ovários. Esta intervenção tem diversas vantagens, sendo que a principal é o facto de evitar o risco de gravidezes e ninhadas indesejadas. Além disso, a esterilização das fêmeas também resulta numa menor ocorrência de problemas de saúde, principalmente os relacionados com o aparelho reprodutor, o parto e a cria.

A castração ajuda a evitar certos problemas de comportamento, como fugas, lutas e marcação do território através de uma urina com odor forte. Por sua vez, os gatos castrados têm um menor risco de sofrer de problemas nos testículos e na próstata.

Em ambos os casos, as principais desvantagens são que, após tomada a decisão, o gato já não poderá ter crias mesmo que o queira. Por outro lado, também é necessário ter em conta que os gatos esterilizados têm uma maior tendência para o excesso de peso. Portanto, após a esterilização, é importante controlar de perto a evolução do peso do seu gato e adotar uma alimentação cuidada com uma dieta adaptada ao animal.