Vacinação: é melhor prevenir do que remediar


Vacinação: é melhor prevenir do que remediar

Tal como nós, os nossos animais de estimação também precisam de se proteger de algumas doenças. É por isso que as vacinas são tão importantes para que o seu animal tenha uma vida saudável e feliz.

O veterinário indicará o regime de vacinação mais adequado para o seu animal (segundo a idade e o local em que viva) e as vacinas serão registadas no seu boletim de saúde. Deve estar atento para ir ao veterinário nos períodos aconselhados para a vacinação. Desta forma, ajudará o seu animal a estar protegido.

Tanto nos gatos como nos cães, a amamentação da mãe garante a proteção contra infeções durante as primeiras semanas. Ainda assim, nos primeiros meses de vida, quando o cachorro entra em contacto com o exterior, há uma maior probabilidade de contrair alguma doença. Assim, é indispensável vaciná-lo logo a partir das primeiras semanas de vida.

Normalmente, os cachorros são vacinados antes das nove semanas de vida. Além disso, os cachorros costumam ser vacinados pelos seus criadores antes de serem entregues aos donos. Certifique-se de que este foi o caso do seu cachorro. Verifique o estado de saúde do animal quando este for para a sua casa e o veterinário indicar-lhe-á o regime que deve seguir a partir desse momento. Porém, não basta receber as primeiras vacinas. Para que o seu animal esteja totalmente protegido, terá de levá-lo periodicamente ao veterinário para que apanhe o reforço das mesmas.

Por fim, não se esqueça de se informar com o seu veterinário sobre o regime de vacinas de proteção quando o seu cão for adulto. Assim, o seu animal poderá ir à rua sem receio de apanhar doenças.