Aspiração por refluxo: possível causa de pneumonia em cães? | Vets & Clinics

O espaço de referência dos veterinários #SomosVets

Aspiração por refluxo: possível causa de pneumonia em cães?

Estudos revelam que o refluxo gastroesofágico com microaspiração de pequenas quantidades de suco gástrico desempenha um papel determinante na indução e agravamento de diferentes doenças respiratórias, como a pneumonia. Analisamos o mecanismo fisiopatológico de base.

Medicina e cuidados

O retorno dos conteúdos gástricos para o esófago, conhecido como refluxo gastroesofágico, é uma causa comum de esofagite em humanos, mas também pode provocar sinais extraesofágicos como a tosse e a laringite. O normal é que os reflexos ao nível do esófago, da faringe e da laringe, assim como a tosse e a barreira mucociliar, protejam o trato respiratório da aspiração, mas tudo parece indicar que o refluxo gastroesofágico com microaspiração de pequenas quantidades de suco gástrico tem um papel importante na indução e exacerbação de diferentes doenças respiratórias também nos cães.

Descarregue a guia gratuitamente para saber tudo sobre a Imunonutrição dos cães

Refluxo gastroesofágico com microaspiração na pneumonia e outras doenças respiratórias

A disfunção laríngea é um fator predisponente para a pneumonia por aspiração nos cães, tal como indicado por um estudo realizado por Kogan D.A. et al. em 20081 que analisou 88 cães com pneumonia por aspiração. Estes investigadores analisaram os ácidos biliares por espectrometria de massa no fluido da lavagem broncoalveolar em cães saudáveis e com fibrose pulmonar idiopática canina, pneumonia bacteriana, bronquite crónica, broncopneumonia eosinofílica e disfunção laríngea. Determinaram as concentrações de 17 ácidos biliares diferentes e calcularam a concentração de ácidos biliares totais.

Os resultados mostraram valores de ácidos biliares totais superiores ao limite mínimo de deteção em:

  • 79% dos cães com fibrose pulmonar idiopática canina
  • 45% dos cães com pneumonia bacteriana
  • 54% dos cães com bronquite crónica
  • 44% dos cães com broncopneumonia eosinofílica
  • 63% dos cães com disfunção laríngea

Apenas nos cães West-highland White Terriers saudáveis foram detetadas maiores quantidades de ácidos biliares, o que poderá estar associado à maior predisposição desta raça para a fibrose pulmonar idiopática canina. Portanto, os investigadores concluíram que a microaspiração acontece em diferentes doenças respiratórias caninas e indicaram ainda que “a deteção de ácidos biliares em alguns casos de pneumonia bacteriana suporta a aspiração como uma possível etiologia da pneumonia”.

Descubra

Mecanismo fisiopatológico

Os ácidos biliares, compostos gastrointestinais que se produzem no fígado e passam pela bílis para o intestino, não devem estar presentes no líquido do revestimento epitelial pulmonar, o que sugere que a doença gastroesofágica acompanhada de microaspiração é comum nos problemas respiratórios dos cães.

Embora o mecanismo fisiopatológico não seja totalmente claro, o mais provável é que a pneumonia provoque uma obstrução da via aérea ou irritação direta da orofaringe devido aos ácidos biliares. A lesão da via aérea inferior provoca um edema da mucosa respiratória e a produção de secreções locais, que se manifestam como pneumonia. Além disso, essa aspiração pode estimular a libertação de mediadores da inflamação.

É importante destacar que a microaspiração também é um fator etiológico na fibrose pulmonar idiopática porque causa uma lesão direta do epitélio alveolar pulmonar, problemas de cicatrização de feridas e, em último caso, conduz a fibrose pulmonar, visto que os ácidos biliares são citotóxicos e induzem inflamação. De facto, um estudo realizado por Savarino E. et al. em 20133 em humanos revelou que a gravidade do refluxo gastroesofágico e a presença de conteúdo gástrico no líquido da lavagem broncoalveolar estavam positivamente relacionadas com o grau de fibrose pulmonar.

A boa notícia é que essa relação também indica que, em alguns casos, a progressão das doenças respiratórias em cães pode ser atrasada com medicamentos antirrefluxo ou, nos casos mais avançados, com uma cirurgia que reduza o refluxo gastroesofágico.

Bibliografia
1. Kogan, D. A. et. Al. (2008) Etiology and clinical outcome in dogs with aspiration pneumonia: 88 cases (2004-2006). J Am Vet Med Assoc; 233(11): 1748-1755.
2. Merita, O. L. et. Al. (2018) Reflux aspiration in lungs of dogs with respiratory disease and in healthy West Highland White Terriers. J Vet Intern Med; 32(6): 2074–2081.
3. Savarino, E. et. Al. (2013) Gastro-oesophageal reflux and gastric aspiration in idiopathic pulmonary fibrosis patients. Eur Respir J; 42(5): 1322-1331.

AFF - TOFU - RR Inmunonutrición cachorros - POST