Tempo de leitura: 2 minutos

Quando pensamos em dores e lesões articulares, imediatamente nos vem à mente a cartilagem. No entanto, a articulação é formada por mais 2 componentes: o osso e o líquido sinovial, sendo que este último costuma ser bastante esquecido e possui grande importância na patologia articular. Neste artigo, iremos debruçar-nos sobre o líquido sinovial.

 

New Call-to-action

 

A palavra sinovial deriva do grego syn (com) e do latim ovum (ovo), o que nos fornece uma pista inicial sobre a aparência do líquido sinovial, parecido com a clara de um ovo; as suas propriedades gelatinosas e viscoelásticas possuem uma função lubrificante da cartilagem e do osso.

O líquido sinovial é sintetizado pela membrana sinovial. A membrana sinovial é uma camada que cobre todo o interior da cápsula articular, exceto a superfície da cartilagem. A sua particularidade é o facto de não possuir células epiteliais nem membrana basal. É formada por uma camada de 1 a 3 células distribuídas livremente sobre uma matriz de mucopolissacarídeos.

 

Guia Osteoartrite canina: Ferramentas de prevenção e tratamento

 

A síntese do líquido sinovial é produzida quando a membrana sinovial atravessa o plasma. O líquido ultra-filtrado resultante do processo apresenta um conteúdo muito baixo em proteínas e células. A este líquido junta-se o ácido hialurónico, como o que é incluído na dieta Advance Articular Care, sintetizado pelos sinoviócitos de tipo B da membrana sinovial.  O ácido hialurónico é o responsável pela alta viscosidade do líquido sinovial, e é indispensável para todas as funções do mesmo.

Entre as principais funções do líquido sinovial, destacam-se:

  • É o responsável pela nutrição da cartilagem articular.
  • Elimina os desperdícios que surgem devido ao uso da articulação.
  • Função protetora: Devido à sua viscosidade, diminui o atrito entre as cartilagens, lubrificando a articulação e amortecendo-a durante os movimentos.

O líquido sinovial é facilmente acessível e a sua análise pode ajudar-nos a diagnosticar patologias locais e sistémicas. A análise do líquido sinovial deveria estar mais presente na prática clínica veterinária habitual.

As indicações que motivam a sua análise são:

  • Inflamação de uma ou mais articulações
  • Sinais radiológicos que sugiram doença articular degenerativa
  • Possível poliartrite (dificuldade ao andar, claudicação intermitente, dor não localizada), associada principalmente a sintomas sistémicos como a febre, a leucocitose, a anorexia ou a neutrofilia.
  • Febres cíclicas de origem desconhecida.

É importante sublinhar que a saúde da articulação se baseia na saúde de cada um dos seus componentes. Não é uma doença que depende unicamente da degeneração da cartilagem. O estado do osso e do líquido sinovial são igualmente importantes.

A dieta Advance Articular Care inclui ácido hialurónico nos seus componentes por forma a melhorar a capacidade protetora do líquido sinovial, reduzindo assim a dor articular. Outros componentes da referida dieta igualmente importantes para a saúde articular são:

  • Glucosamina e sulfato de condroitina, que inibem a degradação e a calcificação da cartilagem, melhorando assim a sua capacidade de absorver as forças de compressão.
  • O colagénio hidrolisado, que contém os aminoácidos necessários para a síntese do colagénio na matriz da cartilagem.

 

Artigos relacionados:

 

New Call-to-action