Tempo de leitura: 2 minutos

A osteocondrose afeta a sincronização das articulações, originando claudicação (coxear) e dor. Analisámos as novidades sobre os melhores tratamentos para a osteocondrose.

A osteocondrose é uma alteração idiopática do desenvolvimento da articulação. Origina uma ossificação anormal, afetando cães que apresentavam um crescimento normal.

 

New Call-to-action

 

Neste artigo, apresentamos-lhe as mais recentes publicações científicas de relevância sobre a osteocondrose. De entre as mesmas, serão abordadas 4.

Ficha de avaliação: Mobilidade articular do cão

 

1.Um estudo longitudinal sobre a influência da restrição de comida no desenvolvimento da osteoartrite do cotovelo Huck JL et al.Vet Surg 2009; 38(2): 192-198.

Estudo longitudinal que demonstra o efeito da restrição calórica no desenvolvimento e progressão da osteoartrite do cotovelo. Foram analisados cachorros provenientes de 7 ninhadas diferentes, repartidos em dois grupos de 24 cachorros cada um. O grupo de restrição calórica recebeu menos 25% de calorias do que o grupo-controlo.

Não se registaram diferenças significativas, do ponto de vista estatístico, na incidência da osteoartrite entre os 2 grupos. Foram realizadas radiografias ao cotovelo nas idades de 6 e 8 anos, descobrindo-se uma maior gravidade radiológica no grupo-controlo aos 6 anos de idade.

A restrição calórica ofereceu, em média, mais 1,8 anos de vida, mas sem repercussão na doença do cotovelo.

 

  1. Displasia do cotovelo no cão e lesões primárias em pastores alemães na França. Remy D et al. J Small Anim Pract 2004; 45: 244-248.

Foram analisados 520 pastores alemães para avaliar a incidência da displasia do cotovelo. As lesões primárias foram objeto de análise: dessincronização articular, fragmentação do processo coronoide intermédio, osteocondrose do condílio umeral intermédio e desunião do processo ancóneo.

19,4% dos animais apresentava displasia do cotovelo. A dessincronização articular foi a lesão mais frequente, presente em 16,3% dos casos, seguida da fragmentação do processo coronoide intermédio presente em 11,3% dos casos. As lesões simultâneas estavam presentes em 42,2% das displasias.

 

  1. Evolução clínica e acompanhamento a longo prazo de cães submetidos a coroinodectomia para resolver a dessincronização do cotovelo.J Am Anim Hosp Assoc 39[5]: 473-478 Sep-Oct’03. M Puccio et al.

A dessincronização do cotovelo foi recentemente explicitada. Aparenta assumir um papel em patologias como a fragmentação do processo coronoide, a osteocondrose e a erosão da cartilagem.

De entre as suas etiologias, destacam-se a traumática, a assincronia do crescimento entre o cúbito e o rádio ou o subdesenvolvimento do sulco troclear cubital.

Este estudo descreve, de forma retrospectiva, a situação clínica de 17 cães que inicialmente apenas apresentavam dessincronização articular aquando da cirurgia (coroinodectomia medial), bem como a sua evolução clínica e radiológica.

A idade média dos animais aquando do momento da cirurgia era de 28,5 meses, e o peso médio de 43 kg. A recuperação pós-cirúrgica deu-se sem problemas em todos os casos, sendo que a claudicação desapareceu em 100% dos casos. Radiograficamente, a osteoartrite progrediu em 70% dos casos.

 

  1. Osteocondrose do sacro ilíaco em 2 pastores alemães Mathis K et al. Aust Vet J 2009; 87(6): 249-252.

Seguidamente, descrevem-se os casos de 2 pastores alemães jovens adultos e gonadectomizados, que apresentaram episódios recorrentes de dor nas extremidades posteriores. No exame físico, registou-se uma estenose lombar no sacro. Nos exames complementares (radiografia e tomografia computorizada) descobriu-se osteocondrose do sacro ilíaco.

Um cão recebeu tratamento convencional e outro foi tratado por meio de cirurgia. No cão não submetido a cirurgia os episódios surgiram novamente, enquanto que o cão operado não voltou a sofrê-los.

 

Artigos relacionados:

 

New Call-to-action