Plantas seguras para gatos: quais se podem ter e quais não? | Vets & Clinics

O espaço de referência dos veterinários #SomosVets

Plantas seguras para gatos: quais se podem ter e quais não?

Medicina e cuidados

A maioria das plantas aromáticas são seguras para os gatos. De facto, algumas plantas aromáticas são até consideradas próprias para gatos, dado que o odor emitido por elas atrai-os, e como não são tóxicas podem brincar com elas. Dentro desse grupo, encontramos:


Plantas seguras para gatos

A maioria das plantas aromáticas são seguras para os gatos. De facto, algumas plantas aromáticas são seguras para gatos, e até próprias para gatos dado que o odor emitido por estas plantas os atrai, e como não são tóxicas os animais podem brincar com elas. Dentro desse grupo, encontramos:

  • Catnip ou nepenta. Não é uma planta que se encontre facilmente no nosso país.
  • Erva para gatos germinada. São uns caules de erva germinada que no caso de o gato os ingerir, poderá ajudá-lo a conseguir fibra e ácido fólico, o que seria benéfico para o animal.

Descarregue GRÁTIS → Guia de fisiopatologia gastrointestinal do cão e do gato

Seguidamente, iremos apresentar-lhe uma lista de plantas seguras mais comuns, sublinhando os detalhes das mesmas, caso sejam do seu interesse.

  • Bambu.
  • Cacto zebra. Ao contrário de outros cactos, não apresenta espinhos nem farpas, pelo que é segura para os animais de estimação
  • Calatea.
  • Samambaia.
  • Manjericãoalecrim e salvia. Como já referimos anteriomente, a maioria das plantas aromáticas que são usadas na cozinha são seguras para os gatos.
  • Palma amarela.
  • Rabo de cavalo de palma.
  • Suculentas.
  • Orquídeas e rosas.

Plantas tóxicas para os gatos

A maioria dos gatos são comedores exigentes que, de forma instintiva, prestam atenção ao que ingerem, especialmente na primeira vez que provam um alimento. Por esta razão, o envenenamento causado por plantas é pouco frequente em gatos. No entanto, os gatos jovens e curiosos que vivem sempre no interior são mais propensos a poder vir a sofrer uma intoxicação. 

A toxicidade das diferentes plantas dá-se segundo a parte que os gatos comerem. Existem certas espécies que são tóxicas na sua totalidade (folhas, flores, raízes/bolbos, sementes) e outras que são tóxicas apenas em apenas alguma das suas partes que apresentam risco, como por exemplo os frutos. De acordo com o ativo tóxico de cada planta, podemos encontrar diferentes tipos de transtornos: digestivosneurológicoscardíacos ou dermatológicos e oculares.

Entre as plantas tóxicas, destacam-se:

  • Plantas natalícias: O azevinho e o visco podem originar sintomas gastrointestinais e até respiratórios (no caso do visco), e por isso é necessário ter cuidado com estas plantas na época do Natal.
  • Liliáceas: São plantas que podem chegar a ser fatais para os pequenos felinos. Até mesmo o pólen destas plantas pode ser perigoso.
  • Oleandro: É fonte de digital.
  • Lírios. É uma das plantas mais comuns e, no entanto, é tóxica para os gatos

Como exceção face ao referido anteriormente, o louro e o aloévera são duas plantas tóxicas para os gatos apesar do seu componente aromático.

 

Guia gastroenterite feline

 

Vets & Clinics

Espaço de referência para veterinários