Tempo de leitura: 2 minutos

 

A ração para gatos pequenos é diferente da dos gatos adultos? Explicamos-lhe as diferenças e de que forma podemos melhorar o sistema imunitário do gatinho através da alimentação.

O gato é um carnívoro caçador que leva o seu tempo para escolher as presas. Aprecia a variedade de sabores e alimenta-se em pequenas quantidades com 15-20 refeições diárias. A comida para gatos pequenos tem especial importância, já que o seu organismo se encontra em pleno desenvolvimento e, durante este período, algumas carências poderão vir a ter consequências no futuro.

 

New Call-to-action

 

Felizmente existem no mercado diferentes tipos de alimentação em função da etapa de vida na qual o gato se encontra. Abordaremos os requisitos que uma comida para gatos pequenos adequada deverá cumprir.

 

As necessidades nutritivas do gatinho:

Inicialmente o único alimento que o gatinho obtém é o leite materno. As suas defesas são baixas, já que apenas são constituídas pelas defesas que a sua mãe lhe transmitiu durante a gravidez, através da placenta e do colostro.

Após o desmame inicia-se a alimentação seca. É necessário ter em conta que a comida para gatos pequenos deverá possuir um teor mais alto de proteínas e de energia do que a de um gato adulto.

Do ponto de vista energético, um gato com 8 semanas precisa de 200 kcal/kg/dia, em comparação com as 90 kcal/kg/dia de que necessita um gato adulto.

Por outro lado, as proteínas são imprescindíveis para a formação correta do seu organismo como um todo e sem elas o crescimento não será possível.

 

Alguns conselhos sobre a alimentação dos gatinhos:

  • Logo após o trazermos para nossa casa é recomendável continuar a fornecer-lhe o mesmo alimento que tem consumido desde o desmame.
  • Para mudar o alimento é necessário fazê-lo gradualmente. Inicialmente podemos misturar os 2 alimentos e, durante uma semana, ir diminuindo as proporções do alimento antigo e aumentando as quantidades do novo alimento.
  • Os gatos alimentam-se entre 15 e 20 vezes por dia. Basta que lhes deixemos alimento suficiente para um dia.
  • É preferível que não lhe demos da nossa comida, quando a vêm pedir à mesa. Têm necessidades nutricionais diferentes das nossas.
  • Gostam bastante de fígado, mas é importante fornecê-lo com cuidado, já que contém vitamina A, que lhe pode causar doenças.
  • Podemos utilizar snacks para gatos como recompensa na sua educação. Sempre com moderação, uma vez que não são alimentos completos do ponto de vista nutricional.

 

Reforço do sistema imunitário através da ração para gatos pequenos:

Como já referimos, o sistema imunitário do gatinho ainda está bastante imaturo. Nas suas fórmulas, a gama Advance  contém imunoglobulinas e nucleótidos que contribuem para a rápida maturação do sistema imunitário, preservando a saúde intestinal.

Para além disso, contém vários antioxidantes que reduzem os processos oxidativos e abrandam o envelhecimento das células.

Outros benefícios desta dieta:

  • Ótimo crescimento: devido ao alto teor de proteínas, gorduras, vitaminas e minerais, que fornecem a energia necessária para o desenvolvimento do gatinho.
  • Desenvolvimento da visão e do cérebro: o teor de ácidos gordos ómega 3 contribui para o desenvolvimento do sistema nervoso central, otimizando assim a visão e o processo de aprendizagem.
  • Desenvolvimento dos ossos: uma relação adequada de cálcio-fósforo é necessária para o desenvolvimento correto dos ossos do gatinho.
  • Saúde intestinal: Ao ter como ingredientes principais o frango e o arroz, as digestões tornam-se mais leves. Também contém fibras, que possuem um efeito prebiótico.

 

New Call-to-action