Veterinário cardiologista: Em que consiste esta especialização em medicina veterinária? | Vets & Clinics

O espaço de referência dos veterinários #SomosVets

Veterinário cardiologista: Em que consiste esta especialização em medicina veterinária?

O médico veterinário cardiologista é o profissional responsável pelo estudo das doenças do sistema cardiovascular. Trata do diagnóstico, tratamento e prevenção das alterações cardiovasculares como a insuficiência cardíaca, a miocardiopatia hipertrófica ou a hipertensão nos animais.

Medicina e cuidados

A cardiologia é um ramo da medicina veterinária que estuda as doenças do sistema cardiovascular. O médico veterinário cardiologista foca-se em alterações que vão desde a insuficiência cardíaca e hipertensão arterial até aos sopros cardíacos, à miocardiopatia dilatada e hipertrófica e às valvulopatias, como a doença cardíaca valvular crónica, que representa 75% dos problemas cardíacos em cães. Também trata alguns transtornos pulmonares e da cavidade torácica, como a doença pulmonar obstrutiva crónica, devido à sua relação próxima com a função cardíaca.

Descubra

Esta especialidade de medicina veterinária foca-se no diagnóstico e tratamento das doenças cardíacas em pequenos animais, sobretudo em cães e gatos, em que aproximadamente 10% dos que vão a consultas de veterinária sofrem de uma doença cardíaca, segundo um artigo publicado na revista Journal of Veterinary Internal Medicine1. No entanto, há cada vez mais veterinários cardiologistas especializados nas alterações cardiovasculares manifestadas por animais de grande porte, como os cavalos.

As funções do médico veterinário cardiologista

No seu âmbito profissional, o veterinário cardiologista desempenha um amplo leque de funções:

  • Avaliar o estado dos animais através de um exame físico exaustivo, para detetar possíveis sintomas de uma doença cardiovascular, como dificuldades respiratórias, cansaço, apatia ou intolerância à atividade física.
  • Realizar e analisar os exames complementares que lhe permitam detetar alterações mais específicas para corroborar o diagnóstico, incluindo a radiografia para descobrir possíveis malformações no coração e nos pulmões, a eletrocardiografia para estudar a atividade elétrica cardíaca e a ecocardiografia Doppler ou ecografia cardíaca para analisar o funcionamento do coração.
  • Delinear o plano de tratamento mais adequado para cada caso, ajustando-o à patologia e às características do animal, que também pode incluir a prática de procedimentos mais complexos, como a cirurgia cardiovascular, que abrange desde a reparação de defeitos cardíacos congénitos e o cateterismo cardíaco até à valvuloplastia aórtica e à implantação de um pacemaker em animais com insuficiência cardíaca.
  • Elaborar planos de prevenção de saúde cardiovascular para otimizar o funcionamento cardíaco, prevenir possíveis alterações e melhorar o estilo e a qualidade de vida dos animais.

Veterinário cardiologista: Como obtém o seu título?

A cardiologia é uma das especialidades de medicina veterinária mais complexas. Para obter o título de médico veterinário cardiologista é preciso ser previamente formado em medicina veterinária, para ter os conhecimentos básicos sobre a fisiologia dos animais. As universidades de ciências médicas costumam incluir o curso de medicina veterinária dentro das suas especialidades, mas muitas outras universidades também contam com faculdades que oferecem este título.

Após a conclusão do curso em medicina veterinária, segue-se a especialização em cardiologia veterinária. Para tal, existem vários mestrados em cardiologia veterinária que aportam os conhecimentos teóricos e as ferramentas práticas para uma especialização neste ramo. Estes mestrados costumam estar disponíveis nas faculdades de medicina veterinária das diferentes universidades e complementam-se com estágios em clínicas veterinárias que têm acordos com as mesmas para que o médico veterinário cardiologista adquira experiência sob a supervisão de especialistas veteranos.

Descarregue GRÁTIS → Guia de fisiopatologia gastrointestinal do cão e do gato

O médico veterinário cardiologista pode integrar o Comité Europeu de Especialização Veterinária, que engloba muitos dos cursos neste âmbito da saúde animal. Esta sociedade inclui o Colégio Europeu de Medicina Interna Veterinária, que não só é responsável por capacitar e certificar veterinários com a especialidade em cardiologia, como também fomenta a investigação e a educação de pós-graduação neste ramo da medicina veterinária. Pertencer ao Colégio Europeu não só permite ao cardiologista o reconhecimento do seu título na União Europeia, como também é um incentivo para melhorar e manter-se atualizado com os últimos avanços da cardiologia veterinária.

Pode também integrar a Sociedade Europeia de Cardiologia Veterinária, através da qual poderá ser reconhecido nos diferentes países da União Europeia. Para tal, além de ter o título em cardiologia, também deve efetuar uma contribuição ativa na prática da sua especialidade, assim como no âmbito teórico, tanto a nível nacional como internacional. Se forem cumpridos estes requisitos, poderá solicitar o título de especialista europeu, um estatuto que será reavaliado a cada cinco anos.

Bibliografia:
1 Atkins C, et. Al. (2009) Guidelines for the Diagnosis and Treatment of Canine Chronic Valvular Heart Disease. Journal of Veterinary Internal Medicine; 23 (6): 1142-1150.

FAQs Alimentaçao