Brincadeiras de um gato caçador


Brincadeiras de um gato caçador

Vemo-lo todos os dias. Há algo que lhe chama a atenção, que desperta o seu instinto inato de caçador. Depois de se aproximar cuidadosamente, lança-se, fluído e silencioso, sobre a presa com uma precisão impressionante! Está nos genes do seu gato. Domina um nível do espaço que o cão não consegue: a altura. E sabe ter paciência. Consegue mover-se sem ser ouvido e espreitar sem ser visto para obter o seu troféu. Em casa também fará o mesmo por instinto e lançar-se-á ao objeto que captar a sua atenção, se for suficientemente atrativo e se a presa não for muito fácil. Não mostrará interesse por coisas garantidas que lhe sejam postas mesmo em frente do focinho. Tem o seu orgulho e gosta de um bom desafio. O seu gato irá atrás da presa, pelo caminho que escolher, sempre cuidadoso, captando informações com os bigodes, rente ao chão para não ser visto... E, quando chega o momento, faz uma curta corrida para se lançar sobre a presa ou para saltar diretamente para cima dela! A brincadeira não terminará tão cedo. Na natureza, a presa também pode fugir e, além disso, este exercício faz muito bem ao seu gato para manter a forma física e evitar o excesso de peso. Lembre-se de que um gato doméstico faz menos 10% de exercício do que faria na natureza para obter o seu próprio alimento. Por isso, dedicar um mínimo de 15 minutos diários a sessões de “brincadeiras de caça” com o seu gato não só mantê-lo-á em forma como também reforçará o vosso laço afetivo. Para estas sessões, pode utilizar ratos de peluche, penas que ao mover-se imitem o voo de um pássaro ou o brinquedo favorito do seu gato, como uma simples bola de papel ou uma corda. Quando tiver estabelecido uma rotina diária de brincadeira, o seu gato estará à espera da próxima sessão e não se surpreenda se por vezes o avisar de que está na hora de brincar escolhendo-o momentaneamente como presa.