Fezes moles e amareladas em cães. Sintoma de uma nutrição inadequada? | Vets & Clinics

O espaço de referência dos veterinários #SomosVets

Fezes moles e amareladas em cães. Sintoma de uma nutrição inadequada?

As fezes normais são de cor castanha, sólidas e ligeiramente húmidas, devendo qualquer outra apresentação ser considerada patológica. A cor amarela nas fezes deve-se a uma alteração entre a produção e a absorção dos fluidos intestinais, o que pode tingir as fezes e a mucosa intestinal. Esta coloração também pode ser consequência do tipo de dieta, quer seja pela sua composição ou secundariamente a uma ingestão elevada de algum tipo de alimento (por exemplo, o milho ou a lactose e seus derivados em cães adultos).

Nutrição e doenças

Perante uma alteração no aspeto das fezes, deve-se realizar um exame físico acompanhado de uma boa anamnese e testes complementares (análise sanguínea, cultura de fezes...) para encontrar a causa do problema e iniciar o tratamento adequado. As alterações digestivas podem ser acompanhadas de perda de peso: o guia de avaliação corporal é uma ferramenta que permite uma rápida orientação sobre o estado de saúde do cão através de indicadores visuais.

Webinar com legendas em português: "Mitos sobre o tratamento  da diarreia no cão" - Dr. Xavier Roura

As fezes amareladas ocorrem por causa de uma disfunção intestinal que produz uma irritação do intestino, que pode ser causada por várias patologias e pode surgir num quadro agudo ou crónico. Dependendo da causa, o tratamento será com antibiótico (se a causa for uma infeção), com antiparasitário (se a causa for endoparasitas) e/ou cirúrgico (no caso de obstrução intestinal, se não for resolvida por outros meios), e administra-se tratamento sintomático acompanhado de uma dieta específica. A hipersensibilidade alimentar pode desencadear transtornos intestinais crónicos como a enterite linfoplasmocítica, a gastroenterite eosinofílica e a colite idiopática, tendo nestes casos de se tratar a alergia e o transtorno associado.

É necessário prestar especial atenção às fezes dos cachorros porque o seu sistema imunitário ainda é imaturo, tornando-os mais propensos a adquirir infeções e parasitoses que provocam a ocorrência de fezes amareladas. Tendo em conta a sua imunossupressão, a consulta veterinária nestes casos não deve demorar.

Descarregue GRÁTIS → Guia de fisiopatologia gastrointestinal do cão e do gato

Para prevenir os problemas digestivos, é muito importante proporcionar ao nosso cão uma dieta completa e variada. A True Instinct oferece uma gama de comida para cães com base em ingredientes naturais e de alto valor nutricional. A sua composição é maioritariamente proteica (as suas variedades incluem a carne de peru, o salmão, o peru, a vaca e o borrego) e é complementada com frutas e legumes, fontes de vitaminas e minerais. Dispõem de uma gama de alimentos secos ideal para a manutenção da digestão do animal que inclui fibras solúveis de grãos integrais que regulam o trânsito intestinal e estimulam o desenvolvimento da flora bacteriana (pelo seu efeito probiótico), além de proporcionarem um efeito anti-inflamatório e antioxidante. Isto ajuda na prevenção da irritação intestinal e da ocorrência de quadros de oclusão intestinal (a fibra ajuda a produzir contrações intestinais de maior intensidade, o que facilita a evacuação de restos intestinais e previne a formação de neoplasias).

A gama de alimentos húmidos da True Instinct não contém cereais, por isso está indicada para cães intolerantes ao glúten e também como alimento durante quadros agudos de patologia digestiva, em que é recomendável que a dieta tenha um menor teor em fibra para facilitar a digestão. Se quiser saber mais sobre as patologias associadas à dieta, consulte o nosso guia.

Guia GI Parte 2