Intervenções MEMO na cistite idiopática felina

cistite idiopática felina Tempo de leitura: 2 minutos

A cistite idiopática felina é muito influenciada pelo stress. Por meio de modificações no meio ambiente do gato conseguimos reduzir o seu nível de stress, menorizando as possibilidades de o animal sofrer de cistite idiopática felina.

Quando se trata de doenças do sistema urinário inferior felino (FLUTD) é deveras importante determinar a causa concreta para se poder realizar o tratamento mais adequado.  Mas para além do tratamento convencional também é de realçar a importância do tratamento dietético e da modificação do meio envolvente do gato, por forma a diminuir o seu stress, sobretudo em casos de cistite idiopática felina.

 

Em artigos publicados anteriormente, já mencionámos as doenças do sistema urinário inferior felino, nomeadamente os cálculos de estruvite e os cálculos de oxalato.

Hoje iremos abordar a modificação do ambiente do gato através de intervenções MEMO (multimodal environmental modification) como ferramenta para controlar a cistite idiopática felina.

 

 Influência do meio envolvente na saúde do gato

Os gatos são animais muito sensíveis às mudanças no seu meio ambiente. Se não estiverem à vontade no mesmo, a frequência com que padecem de doenças urinárias aumenta. Quanto melhor o gato se sentir no seu meio envolvente, menos stress terá e, consequentemente, melhor será o seu estado emocional e de saúde.

 

New Call-to-action

 

No caso da cistite idiopática felina, comprovou-se que o stress é um dos seus principais fatores de risco. Por essa razão, é de extrema importância levar a cabo intervenções no ambiente do gato para reduzir o seu stress, principalmente se se tratar de um animal com tendência a desenvolver problemas urinários.

As intervenções MEMO procuram modificar o meio envolvente do gato através de estratégias simples, com vista à redução do seu nível de stress. Estas pequenas mudanças diminuem o risco de o gato desenvolver patologias como a cistite idiopática felina.

 

As intervenções MEMO

Estas são as principais intervenções MEMO com as quais conseguimos evitar a cistite idiopática felina:

 

www.affinity.com

 

1: Colocar pelo menos uma zona de descanso num lugar elevado. Será preferível um lugar tranquilo e isolado, a salvo de possíveis correntes de ar.

2: Todos os gatos precisam de um arranhador. Também é deveras importante que disponha de brinquedos com os quais consiga praticar os seus instintos caçadores. Uma forma de proporcionar novidade ao bichano sem ter que comprar brinquedos todas as semanas é efetuar a rotação dos brinquedos.

3: Comida e bebida frescas. Cada gato deverá ter a sua tigela de comida e várias tigelas com água. A água deverá estar sempre fresca, sendo necessário renová-la com frequência. As tigelas deverão estar situadas em lugares tranquilos, afastados de outros animais e longe da caixa de areia.

4: Caixa de areia limpa. Cada lar deverá possuir uma caixa de areia por gato, e uma extra. Devem ser colocadas em lugares sossegados. Será necessário recolher os excrementos todos os dias e lavá-las escrupulosamente uma vez por semana.

5: Contacto social. O gato deverá poder decidir se quer brincar com outros animais ou com o dono, caso lhe apeteça. Através de janelas, poderá evitar o contacto com outros animais no exterior.

6: Esconderijos e escapatórias: é essencial garantir a total liberdade de movimentos ao gato. Deverá dispor de lugares para trepar e explorar, se assim lhe apetecer. Também é importante que tenha algum sítio para se esconder.

 

Artigos relacionados:

 

New Call-to-action

Entradas relacionadas

No hay comentários

Ainda não existe nenhum comentário para esta entrada.

Escreva um comentário