O bem-estar dos gatos é a saúde


O bem-estar dos gatos é a saúde

Quais são as condições para o bem-estar de um gato? É simples, ele precisa estar muito bem nutrido, não sentir nenhum mal-estar causado por um habitat inadequado, sentir-se livre para expressar os instintos naturais da espécie e não deve sentir nenhum tipo de medo ou estresse. Além disso, o seu pet talvez acrescentasse que ¡também quer uma cota diária de carinhos e mimos e, claro, uma sessão de brincadeiras para exercitar suas habilidades! Não duvide, eles adoram ser o centro das atenções, mas também querem privacidade e procuram alguns momentos de solidão.

O seu gato precisa de um espaço próprio, um lugar onde possa se esconder. Uma coberta ou um colchonete em um lugar limpo, bem ventilado e calmo da casa é perfeito para ele. Pouco a pouco ele procura os lugares próprios, esconderijos particulares para os quais ele deve se retirar quando quiser fugir do “ruído mundano”.

Ele gosta de contar com um pequeno lugar, que esteja à disposição, no qual encontre sua bandeja de areia. É importante que esse lugar não seja o mesmo espaço em que estejam os recipientes de comida e água. Os gatos costumam ser exigentes nesse aspecto.

Não pode faltar comida na tigela do animal. Um gato pode chegar a fazer 16 refeições pequenas durante o dia e a noite. Isso não costuma ser nenhum problema, já que eles se autorregulam, em geral, muito bem. Entretanto, caso você queira ficar mais tranquilo, basta seguir o conselho do seu veterinário, além das indicações do fabricante do alimento que sempre estão escritas na embalagem. A água fresca também é fundamental. Lembre-se de que ela é um nutriente básico para a vida e o organismo do gato, que é igual ao seu, é formado principalmente de água. Verifique se não há pelos flutuando no recipiente de água. Muitas vezes eles se incomodam e só bebem quando você troca a água.

Para evitar o sobrepeso, já que um gato doméstico faz pouco exercício, você precisa brincar com ele todos os dias durante 15 minutos, no mínimo. Ele vai adorar e você vai se divertir com as piruetas e os pulos do animal. Essas brincadeiras vão aumentar a união entre vocês. Na verdade, ele sabe como fazer para você entrar no jogo dele com muita maestria.

A escovação do delicado pelo do gato depende do tamanho, mas ele precisa que o pelo solto seja eliminado com regularidade. A melhor maneira é, sem dúvida, uma boa escovada. Os nós no pelo e o descuido da pelagem podem ser a causa de futuros problemas de saúde. Para que um gato deixe alguém escová-lo, ele precisa ser acostumado desde pequeno. Se você for usar uma rasqueadeira, use-a sempre a favor do pelo e a levante no final do movimento para não enfiar as cerdas na pele. Comece primeiro pela cabeça, passe para o pescoço, as costas, depois para as patas e termine na cauda. Se o seu gato tiver o pelo comprido, use um pente depois. Isso vai servir para detectar pequenos nós.

Quando se limpa, principalmente na época da troca da pelagem, ele pode ingerir uma grande quantidade de pelo. São formadas algumas bolas de pelo no estômago. Elas são muito incômodas e frequentes nos gatos de pelo comprido. Ele precisa expulsá-las. Você pode dar xarope de malta para ajudá-lo na eliminação por causa da alta quantidade em fibra. Há também um tipo de erva vendida nas floriculturas que ele pode ingerir quando precisar purgar. O instinto do animal faz com que ele reconheça todos os benefícios da planta.

Para que mantenha as unhas fortes e possa satisfazer a necessidade de marcar território, ele precisará de um arranhador ou outro elemento, vertical ou horizontal, para arranhar. Dê algum prêmio para ele quando usar o arranhador porque assim saberá que esse é um comportamento que agrada você. A sua opinião sempre será importante para o gato, mesmo que ele queira passar outra impressão. ¡Preste atenção nos dentes! O gato chega a ter até 30 dentes quando é adulto. Não cuidar deles costuma provocar o aparecimento do tártaro na base dos dentes e leva à inflamação das gengivas. Ele também pode ter cáries. Você está vendo? A higiene dental do animal não é muito diferente da sua. Só que o seu bichano precisa que você passe a pasta e a escova nele.

Reserve um tempo para o seu pet todos os dias. Existe um pensamento muito difundido de que um gato não precisa de atenção, que sempre está na dele, que se cuida praticamente sozinho… não poderia estar mais longe da verdade. Há gatos mais ou menos afetuosos, mas um gato doméstico aprendeu a dividir o território e a valorizar os benefícios da vida em sociedade. Ele gosta, valoriza e deseja afeto e carinho. Na verdade existem gatos que não suportam ficar muito tempo sozinhos. Certifique-se que na sua casa não haja elementos perigosos para a saúde e o bem-estar do animal, como algum produto ou planta com o qual ele possa se intoxicar. A poinsétia ou a hortênsia são plantas que, por exemplo, podem causar irritação gastrointestinal, insuficiência cardíaca, problemas respiratórios, além de vômitos, convulsões ou hipersalivação caso sejam ingeridas. Pergunte ao seu veterinário quais plantas você pode ter em casa que não representam um risco para o seu bichinho de estimação.

Se você levar em conta todos esses aspectos, pode ter certeza de que o seu gato estará morando em um ambiente seguro que visa pelo bem-estar dele. Não foi em vão que você se preocupou com todos os detalhes para ele aproveitar a casa plenamente. ¡Parabéns!