Como escolher um bom educador canino?


Como escolher um bom educador canino?

Escolher

Trata-se de uma decisão muito importante que pode ter consequências a longo prazo no comportamento do cachorro e na sua relação com o proprietário. Por isso é muito importante escolher bem o educador contratado para ensinar ao seu cachorro algumas normas básicas de conduta ou modificar condutas indesejadas.

 

Técnica

Há muitos aspectos que devem ser levados em consideração nessa escolha, mas o mais importante, com certeza, é a técnica do treinamento. Os primeiros manuais de treinamento do cachorro descreviam técnicas muitas vezes violentas e baseadas na aplicação de estímulos desagradáveis para o animal. Hoje em dia, a comunidade científica e grande parte da opinião pública estão mais voltadas para outra filosofia: a educação do cachorro deve ser baseada em reforçar os comportamentos que nos interessam e ignorar ou redirecionar os comportamentos indesejados. Portanto, as ferramentas do educador costumam ser pedacinhos de comida, brinquedos, elogios verbais e carícias. Esse tipo de treinamento proporciona várias vantagens, desde uma relação de confiança entre o proprietário e o animal até uma participação mais animada do cachorro nas sessões de treinamento. Ao contrário, uma educação baseada em um treinamento “tradicional” frequentemente resulta em um cachorro desconfiado, com medo do proprietário e que mostra muitos sinais de estresse durante o treinamento. Por este motivo, usar castigos físicos, como golpes ou puxões na corrente, é algo que deve preocupar o proprietário por se tratar de técnicas invasivas que colocam o bem-estar do cachorro em sério risco. Frequentemente, as técnicas mais invasivas estão associadas ao uso de algumas ferramentas de treinamento como coleiras elétricas, coleiras de enforcamento ou espinhos. Portanto, é recomendável escolher um educador que use coleiras normais, coleiras cabresto e peitorais, mas sempre tendo em conta que até os instrumentos de contensão adequados podem ser usados de uma maneira abusiva.

 

Observar

Para descobrir qual é a técnica usada por um educador, você pode falar com outras pessoas que trabalharam com ele, com um veterinário de confiança, consultar o site do educador ou falar diretamente com ele. Mas, caso seja possível, assistir uma sessão de trabalho é uma boa oportunidade para comprovar a técnica usada e para ver quais são as atitudes das pessoas e dos cachorros presentes. As pessoas parecem estar relaxadas? Os cachorros parecem estar se divertindo? Ou eles mostram sinais de estresse e medo?
Observar uma sessão de trabalho também permite avaliar as instalações, principalmente no que diz respeito à higiene e às medidas de segurança do lugar para impedir que os animais escapem.
Um bom educador deve ter uma capacidade de comunicação excelente para conseguir explicar de maneira clara o tipo de trabalho que está desenvolvendo e o porquê. Ele também deve conhecer a fundo os princípios de aprendizagem e ser flexível para adaptar as técnicas às necessidades específicas de cada parceria proprietário-cachorro. Se o cachorro não mostra avanços durante a sessão, um bom educador não culpa o animal, ele adapta a estratégia de trabalho. Além disso, geralmente é preciso ter cuidado com os profissionais que garantem o sucesso do trabalho, porque não é possível prever a conduta futura do animal, principalmente no que diz respeito a problemas de comportamento.

 

Decisão

Um educador pouco qualificado ou que usa técnicas inadequadas pode contribuir para o desenvolvimento de comportamentos problemáticos em cachorros que só precisam aprender normas básicas de educação. Os danos potenciais são ainda maiores se o educador foi contatado para resolver um problema de conduta que pode evoluir de leve para grave e ser difícil de resolver. Por esses motivos, é preciso pensar muito bem na hora de escolher o educador canino.