As crianças precisam de animais de estimação


As crianças precisam de animais de estimação

Dieter Krowatschek, psicólogo infantil e escolar em Marburgo (Alemanha), é o autor de “As crianças precisam de animais de estimação”, uma obra destinadas aos pais e educadores. Renomado pela sua experiência profissional, Krowatschek quis compartilhar suas conclusões sobre o papel importante que os animais de estimação podem ter no desenvolvimento das crianças. Os mais novos se divertem com os pets, principalmente com os cachorros, e conseguem estabelecer com eles uma relação duradoura e positiva, baseada no afeto, que é de grande valia na hora de cultivar relações com os outros. As crianças e os animais de estimação compartilham muitas coisas – a sensibilidade, a vontade de brincar e de se sentir protegidos, o amor incondicional etc. – e isso faz com que seja fácil estabelecerem fortes laços afetivos entre eles. Aliás, os animais de estimação integram-se sem dificuldade nas famílias com crianças, como eles sempre gostam de filhotes (inclusive no caso de bebê humanos), o sucesso do relacionamento está garantido. O autor destaca que a capacidade dos animais de estimação em entender as crianças e captar as emoções delas é surpreendente. As crianças e os seus pets acabam virando em melhores amigos.

 

Mais que um companheiro para brincar

 

«Faz vários anos que trato crianças com problemas de atenção e conduta. Muitos deles são propensos a mostrar uma conduta agressiva. E frequentemente apresentam transtornos psicológicos, perdem facilmente o controle e complicam –não só a minha– vida, mas também a deles. Faz algum tempo que levo para a ilha a minha cadela Fly, uma Border Collie. Ela me mostrou, de maneira incontestável, a importância dos animais para o desenvolvimento social e emocional de uma criança», comenta Krowatschek em uma passagem do livro. A oportunidade desse livro, nesse momento da nossa história, é inegável. Assim, no começo do século XXI, em que os pais costumam ter jornadas de trabalho prolongadas e não podem ficar o tempo que gostariam com os filhos, os animais de estimação são uma presença viva e cálida que ajuda as crianças e os adolescente a se sentirem menos sozinhos enquanto os pais não estão em casa. Além disso, segundo Krowatschek, eles também são um obstáculo para a influência de passatempos solitários, como os videogames ou o computador, que oferecem o perigo do isolamento para as crianças. Como o autor de “As crianças precisam de animais de estimação” afirma: «Os animais ajudam a desenvolver a responsabilidade e a autonomia, além de se comportarem de uma maneira equilibrada, sensível, alegre, atenciosa e carinhosa. É impossível ignorar uma influência tão positiva».